segunda-feira, 15 de junho de 2009

"Uma História de Dedos" - PNL

"Nós somos os dedos.
Vivemos todos ao lado uns dos outros.
Na mão.""Quando a mão se fecha, nós os
dedos ficamos escondidos como
o bicho-de-conta ou a tartaruga."

"Quando a mão se abre, somos
uma estrela de cinco pontas."

"Nós somos os dedos!"

"Eu sou o dedo mindinho... " (Mínimo)
"Eu sou o seu vizinho..." (Anelar)
"Eu sou o pai de todos..." (Médio)

"Eu sou o fura-bolos..." (Indicador)
"Eu sou o mata-piolhos..." (Polegar)
"Nós, os dedos, quando gostamos de alguém,
somos só festas e carinhos.
Quando nos zangamos, arranhamos a valer.
Brincamos, brincamos, brincamos."
"Entramos nalgumas marotices.
Trabalhamos tanto, que chegamos à noite cansados."
Gostámos muito de fazer estas ilustrações.
Valeu a pena!

Sem comentários:

Fernando Pessoa

Fernando Pessoa
Posso ter defeitos, viver ansioso e ficar irritado algumas vezes,
mas não esqueço de que minha vida é a maior empresa do mundo.
E que posso evitar que ela vá a falência.
Ser feliz é reconhecer que vale a pena viver
apesar de todos os desafios, incompreensões e períodos de crise.
Ser feliz é deixar de ser vítima dos problemas e
se tornar um autor da própria história.
É atravessar desertos fora de si, mas ser capaz de encontrar
um oásis no recôndito da sua alma .
É agradecer a Deus a cada manhã pelo milagre da vida.
Ser feliz é não ter medo dos próprios sentimentos.
É saber falar de si mesmo.
É ter coragem para ouvir um 'não'.
É ter segurança para receber uma crítica, mesmo que injusta.
Pedras no caminho?
Guardo todas, um dia vou construir um castelo...
(Fernando Pessoa)